logoHomeInferior

Geraldo Wilson v2Titulação: D.Sc., Engenharia Civil - Engenheiro Químico pela UFMG em 1967. Mestre em Ciências e Técnicas Nucleares (UFMG-1972) com créditos obtidos na UFMG-CCTN (1968) e no Programa de Engenharia Civil da COPPE/UFRJ (1969), e estudos experimentais realizados no IPH/UFRGS (1971). Engenheiro Pesquisador do Instituto de Pesquisas Radioativas da CNEN de 1968-1987, onde desenvolveu com o Prof. Vojislav Vukmirovi; da Faculdade de Eng. Civil de Belgrado, e apoio da AIEA, metodologia para descrição do movimento sedimentar com uso de traçadores radioativos e métodos clássicos hidrossedimentológicos. Como coordenador do projeto da OEA: Medida da Massa de Sedimento Transportada na Bacia Hidrográfica do Rio da Prata, aplicou a metodologia (1973-1978) ao Estudo do Movimento de Sedimentos na Bacia do Rio Ivai, no Noroeste do Paraná, e em Quatro de suas Sub-bacias, caracterizando diferentes tipos e ocupações do solo. Engenheiro pesquisador convidado do Comissariat à l Energie Atomique de France-CEA;, trabalhou seis anos no Centro de Estudos Nucleares de Saclay (1977-1982), sobre o movimento sedimentar, tanto em Canais de Laboratório como em Ambientes Fluvial, Estuarino e Marinho, na França e Bélgica. Neste período realizou pesquisas de sua tese de Doctorat d Etat ès Sciences Physiques: Etude du Transport et de la Dispersion des Sédiments en tant que Processus Aléatoires;, aprovada em 1987 na Universidade Paris VI. Os trabalhos experimentais foram realizados no Laboratório Central de Hidráulica da França (LCHF). Obteve Menção Máxima: Très Honorable avec les Compliments du Jury , pelas originalidades teórica e experimental. De 1987-1989 estruturou e foi diretor técnico da Divisão de Hidrotecnia da ENGEVIX S.A., em BH/MG, tendo realizado trabalhos hidrológicos e sedimentológicos em bacias hidrográficas. Fundador e professor (1990-1998) do Curso de Especialização em Engenharia de Barragens (CEEB), da Escola de Minas da UFOP. Desde 1992 presta serviços à COPPE/UFRJ, inicialmente, como professor visitante do Programa de Engenharia Civil (PEC), e a partir de 1996, como professor concursado do Programa de Engenharia Oceânica (PENO) e colaborador do PEC. Realizou dois Pós-Doutorados: 1993-1995, na COPPE/UFRJ, apoio CNPq, sobre o Movimento de Sedimentos Coesivos em Ambientes Estuarinos; 2008-2009, na Maison de la Télédétection, Montpellier, France, apoio CAPES-COFECUB, Applications des Techniques de Traitement des Images Sattelitales aux Descriptions des Processus Sedimentologiques et Morphologiques dans les Bassins Versants. Possui experiência em Processos Sedimentológicos e Morfológicos em Ambientes Fluvial e Estuarino, tendo trabalhado no Brasil: rios Ivai e Paraná (PR), Canal de São Gonçalo (RS), Rio Sergipe (SE), Rios Pardo, Jequitinhonha, São Francisco, Ressaca e Sarandi (MG e BA), Rio Iguaçu e Canal de São Francisco (Rio de Janeiro), Rio Apiacás e Paraguai (MT e MS), e Rio Madeira (RO); e na França: rios La Loire, Garonne-Gironde e Seine. Trabalhou também em Ambientes Costeiros e Portuários, no Brasil: Portos do Rio de Janeiro e Sepetiba, Canal São Francisco (RJ), Aracaju (SE), Suape (PE), Rio Grande (RS), Aracruz (ES); na França: Porto de Nantes, e, na Bélgica: Porto de Zeebrugge. Atua nas áreas de Recursos Hídricos, Escoamentos com Superfície Livre e Movimento de Sedimentos: como Processos Aleatórios, com uso de traçadores radioativos, sensoriamento remoto, GIS, e métodos clássicos; em aplicações de Engenharias Civil, Costeira e Ambiental. Possui vários cursos nacionais e internacionais de especialização e de formação contínua. É membro da ABRH MG; da World Association for Sedimentation and Erosion Research WASER tendo sido eleito em setembro 2010 Membro do Conselho desta associação para o período 2010-2013; membro da International Association of Hydrological Sciences - IAHS, e membro fundador da Rede de Institutos Nacionais Ibero-Americanos de Engenharia e Pesquisas Hidráulicas, como representante do Brasil e COPPE-UFRJ.

Lattes Lattes

Topo